terça-feira, 20 de janeiro de 2009

JÁ AGORA...UM ACHEGA! "A MORTANDELA"

Yuuuh! Quem está aí?! Todos…(bem me parecia)

Hoje vamos falar de condutos do pão (ou não).
Então temos: o fiambre (para o Norte é “fuiambre”), o queijo (para outros o “quêjo”), o presunto, o bacon, o chouriço (ou “chóriço), e muitos mais…

…mas, ainda há a Mortadela. Ou será “MORTANDELA”?!
Será que sempre que se vai às compras existe uma pessoa que em vez de dizer mortadela diz alto e a bom som “A quanto está a MORTANDELA, Isabel?!”.
Faço todo o esforço e mais algum para falar da MORTADELA tal qual ela se chama, MORTADELA, tento até, mesmo não estando interessada em comprar mortadela, falar dela à minha mãe para que a outra pessoa ouça e se emende na próxima vez que disser.
A senhora ouve, toda a gente ouve…enfim, penso que o assunto está devidamente bem tratado.
Faço as minhas compras, vou pagar, pago.

Ouve-se assim: “Dona Marta, a MORTANDELA está a 5,21 euros o quilo”.

Adeus!
Manolos kisses

Um comentário:

Carla disse...

Finalmente!! Os meus parabéns a esta brilhante mente que fez mostrar ao mundo o verdadeiro sentido da mortadela... de facto tb era algo k me incomodava muito... isso.. e o obvio: olhe queria DUZENTOS gramas... e vai a menina labrega e diz: DUZENTAS gramas? trago já!!... É nesse momento que tenho vontade de lhe perguntar se ela me está a dar erva para comer... enfim!.. viva a charcutaria e as meninas simpáticas que nos atendem!! beijinhos da Susi!!